RESIDÊNCIA INTERNACIONAL 2017

RESIDÊNCIA INTERNACIONAL 2017




Para formar o júri de seleção das 90 inscrições recebidas para o Edital de Residências Internacionais 2017, foram convidadas a membra associada Marina Câmara, pesquisadora e crítica que foi produtora no primeiro ano do JA.CA, e Ruli Moretti, gestora e curadora independente, residente em Belém, que acompanhou o JA.CA no projeto Re:USO Residência Itinerante em 2013, quando passamos por lá.

Com a participação das duas, pudemos contar com uma compreensão das propostas em diálogo com nossos posicionamentos artísticos e políticos, com as especificidades de nosso espaço físico, do Jardim Canadá e sua vizinhança.

Para a seleção das propostas, o júri baseou-se nos critérios anunciados pelo edital, bem como nos seguintes critérios complementares: compreensão do JA.CA enquanto um lugar de experimentação/formação; clareza e consistência do processo de investigação e experimentação a ser desenvolvido durante a residência, em consonância com a trajetória artística do candidato.

Como de costume, foram escolhidos artistas que se encontram em diferentes momentos de maturação de seus processos artísticos, abrindo possibilidades de trocas entre os projetos selecionados para cada um dos ciclos. Pela primeira vez, o JA.CA seleciona uma maioria de artistas locais, sendo que dois dos três belo-horizontinos vivem fora da cidade. Foi proposto e acordado entre todos que, durante o período para o qual foram selecionados, os artistas residentes transfiram sua moradia para o JA.CA.

Ficamos felizes em perceber a qualidade dos projetos enviados e ressaltamos que a residência é apenas uma das maneiras de viabilizar processos no JA.CA – não deixe de nos procurar para pensarmos como realizar juntos projetos que possam nos interessar!


Os artistas selecionados são:

CICLO 1: De 06 de março a 07 de maio de 2017.

MAYANA REDIN (RJ) e ALEXANDRE BRANDÃO (SP/BH)

CICLO 2: De 22 de maio a 23 de julho de 2017.

SARA LANA (SP/BH) e BRUNO RIOS (BH)


Sobre o Júri:

MARINA CÂMARA: Pesquisadora, crítica e curadora independente, pós-doutoranda (Letras UFMG); professora substituta de História da Arte e doutora em Artes (Escola de Belas Artes UFMG); tradutora do italiano de textos como o catálogo “Marino Marini, do arcaísmo ao fim da forma” (Fund. Iberê Camargo e Pinacoteca São Paulo), e “Inobedientia”, de Emanuele Coccia; analista e parecerista em Artes Visuais do Programa Nacional de Apoio à Cultura – PRONAC MINC e membro do Comitê de Indicação do Prêmio Pipa 2017.

RULI MORETTI: gestora, crítica e curadora independente, natural de São Paulo, vive e trabalha em Belém desde 2012. Atua na concepção, curadoria e coordenação de projetos culturais, com especial interesse por abordagens críticas de processos e práticas artísticas no contexto de exposições e residências. Foi coordenadora do Programa de Residências Artísticas São João (RJ) de 2011 a 2014, e participou da organização de mostras nas cidades de Belém, Campinas, São Paulo, Berlin, Buenos Aires, Nova York e Santiago. Atualmente é Técnica em Gestão Cultural pela Fundação Cultural do Estado do Pará, atuando frente à Galeria Ruy Meira, e no acompanhamento de projetos selecionados pelos Editais ofertados nesta Fundação.

FRANCISCA CAPORALI: Coordenadora Artística do JA.CA – Centro de Arte e Tecnologia.

MATEUS MESQUITA: Coordenador técnico do JA.CA – Centro de Arte e Tecnologia.

Jardim Canadá
Centro de Arte e Tecnologia

Rua Vitória, 886

34000-000 . Nova Lima . MG

+55 31 3097 2322

info@jaca.center