RESIDÊNCIAS INTERNACIONAIS 2016

RESIDÊNCIAS INTERNACIONAIS 2016


CICLO 1:
A resistência dos quintais – COZINHA KOMBINADA
+
A morte que nos ronda e habita – LUISA NÓBREGA


CICLO 2:
Criação em regime de escassez – Shima
+
Em busca da humanidade perdida – A.M.F.


     




O JA.CA é, essencialmente, um espaço de criação e experimentação livre, cujo sentido é renovado a cada ciclo de residência. É a partir do uso e da ocupação do espaço pelos residentes que repensamos e reafirmamos o sentido de nossas atividades. Acreditamos que o processo de residência está necessariamente implicado à experiência de imersão em nosso Centro e no local no qual estamos inseridos e, por isso, não pode ser realizado em outros contextos.
Algumas vezes os projetos estão finalizados com o término da residência, outras vezes ainda estão em desenvolvimento: não demandamos resultados acabados, mas esperamos que investigações e experimentações propostas pelos residentes reverberem em suas trajetórias e também estejam conectadas com valores que dão sentido à existência do JA.CA. O compartilhamento de processos, técnicas e o fomento a reflexões sobre o fazer artístico são o que esperamos dos projetos que apoiamos.
Para o Programa de Residências Internacionais de 2016, procuramos propostas que considerassem as especificidades dos programas que têm sido realizados pelo JA.CA, a localização e o entorno e previssem atividades colaborativas que fossem abertas a interações e participação da comunidade local.

Para o primeiro ciclo de residência, foram selecionadas Luisa Nóbrega e o coletivo Cozinha Kombinada, representado pelas artistas Joseane Jorge e Silvia Herval. O segundo ciclo, foi composto por Shima e Associação Massa Falida.


Luisa se propõe a passar esse período no Jardim Canadá procurando respostas para uma das perguntas mais óbvias (e, ao mesmo tempo, obscuras) que pode se fazer: o que acontece quando a gente morre? dizem que a morte é a única certeza que temos, mas isso com certeza é uma mentira – e das grandes. A gente sabe que a morte existe, mas no fundo não acredita que vai morrer. É como se existisse uma incongruência enorme, um abismo, entre o que a gente sabe racionalmente e o que a gente sente, pode aceitar.
+
A dupla Joseane e Silvia propõe a investigação de redes de produção e distribuição locais de alimentos. Através de suas experimentações, as artistas desenvolvem outras técnicas de processamento visando o aproveitamento integral dos alimentos e o compartilhamento dos modos de fazer, receitas, histórias e saberes.Propõem a composição da coleção Carpoteca e Espermoteca Jardim Canadá a partir da coleta de exemplares de espécies que crescem na região, comestíveis ou não. Para tal, realizarao curtas expedições ao longo de dois meses de pesquisa nas cercanias do Jardim Canadá coletando raízes, caules, sementes, folhas, flores e frutos.
+
Interessados nesse contexto histórico e ao mesmo tempo atual, os artistas Pablo Vieira e Silvio de Camillis Borges, integrantes da associação massa falida (a.m.f.), chegaram ao bairro Jardim Canadá com o intuito de investigar e problematizar a experiência da mineração a partir de entrevistas com antigos moradores da região e também de pesquisas bibliográficas. “Após 300 anos de mineração, o que sobra quando ela para?”, indagava a dupla, que aos poucos encontrou outros caminhos para o trabalho que pretendia realizar.
+
Com a intenção de vivenciar, problematizar e, quem sabe, reinventar a experiência da cesta básica, o artista Shima chegou ao JA.CA disposto a alimentar-se, durante dois meses, tendo como base os alimentos incluídos na lista, valendo ainda alguma complementação que não ultrapassasse o valor do salário mínimo. Diante de quantidades limitadas de carne de segunda, arroz, feijão, leite, farinha, batata, tomate, pão, café, banana, açúcar, óleo e manteiga, o artista se propôs a superar a noção de uma “alimentação técnica” a partir de uma série de práticas voltadas a potencializar o conteúdo da cesta.


Posts Relacionados

Jardim Canadá
Centro de Arte e Tecnologia

Rua Vitória, 886

34000-000 . Nova Lima . MG

+55 31 3097 2322

info@jaca.center